quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Algo que não é da minha autoria, mas que gostei!

Dá que pensar :D

"Uma nêspera
estava na cama
deitada
muito calada
a ver
o que acontecia.
Chegou a Velha
e disse
olha uma nêspera
e zás comeu-a.
É o que acontece
às nêsperas
que ficam deitadas
caladas
a esperar
o que acontece"
Mário-Henrique Leiria


Portanto, é melhor não ficar parado à espera de ver as coisas a acontecer!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

"I Hate Moody's!"

Mas afinal de onde é que vem os restaurantes de ("Fast") Junk Food?

A "Junk Food" vem do mesmo país de onde está instalada a agência de rating que nos considera "Junk". Centenas de notícias referiram Portugal com um rating do tipo lixo (Junk) e não pararam por aí... Duas semanas depois, tentaram atingir também a Irlanda!

Quem será o próximo? Como reagirá a Europa a isto? Estão todos cegos? Estes senhores, querem é de um modo geral (e explicito), acabar com o Euro. (Ou acham que os europeus são parvos? Alguns até podem parecer, mas não somos (todos!) )

A guerra (das almofadas) económica já começou!

Eu não entendo muito de economia, mas percebo que para uns ganharem, outros têm de perder. Só que há várias formas o fazer: Umas justas e outras nem tanto. E quando uma equipa está em desvantagem (neste caso a Europa, que não tem "Agências de Rating") é mais fácil e suscetível de ser derrotada.

Não vou opinar sobre a nossa permanência no euro, pois não está aqui em causa, mas com o rating de "junk", e vindo de onde ela vem, parece que nos querem tratar como a "Junk food" deles (aquela que eles estão habituados, que conquistou o mundo e apesar dos estudos e que ainda domina o "mundo" - Esta agência que tem muita influencia no mercado, mas será que domina o "mundo"?!).

Tal como acontece com a verdadeira industria da Junk food, como todos sabemos, para além de rápida e cheia de gordura (trans.) "industrializada", tem um efeito de engordar e estragar a vida de quem a consome [aos poucos?! Ou logo que é consumida!] e gerar milhões a quem a gere e produz. A Moody's: é a nova cadeia de fast food e está a tentar implementar-se na Europa.

Portanto, para fazer concorrência ao slogan de uma das suas rivais: "I'm lovin' it!" para esta agência de rating criei um slogan que se ouvirá por todo o país: "I hate Moody's".




Fonte da Imagem:http://www.hoalian.com/wp-content/uploads/2011/04/junk-food-005.jpg

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pack de PECs

Só espero que aqueles senhores que declaram ordenado mínimo e que ganham mais do que eu, comecem a pensar duas vezes ou então esses "milionários" ou "novos ricos" vão-se ver literalmente "f*****" (lixados para quem não entendeu a dica).

Já que não tenho possibilidade de não ser atingido pelo desgoverno de "alguém", apresento as minhas medidas através de uma checklist. [Versão preliminar].

As minhas medidas de austeridade para a situação do país:

‎- Pagar o mais possível com cartão de multibanco (Já o faço - Com pagamento assim é mais complicada a fuga ao fisco).
- Pedir faturas - "Oh faz favor! Vou querer fatura, não sei se é só para pedir no fim, se já... mas quero-a!" "Ai não passam faturas?! Então «Com licença» (se bem que esta parte nem deveria constar na conversa) ficam aqui as compras que felizmente há mais lojas com o mesmo tipo de serviço que o da senhora!"
- Passar ainda mais tempo nas lojas, quando lá vou - Já o fazia mas agora não há hipótese, isto é, tentar escolher o mais barato Português. Comparar os preços e tentar encontrar neles um Português mais competitivo possível... Mas é que é mesmo "Fabricado em Portugal" e mais nada! A não ser que precise mesmo do produto e não haja um Português alternativo!

As outras a seu tempo aparecerão.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Subsídio de Natal - Contribuição Especial para o Ajustamento Orçamental

Este ano,no natal, tenho duas hipóteses:

Ou dou prendas a metade das pessoas, ou recebem as prendas à metade... Isto se ainda houver metade do dinheiro até lá!

Mas pensando bem, como ainda há outros cortes que me vão afectar (que agora não vêm para o caso), acho que vou começar a ler "tutoriais" da agricultura e começar já a minha colecção de bordas de água (em papel, não terei dinheiro para Internet) e dedicar-me à agricultura nas terras dos meus avós!

Ah e "guardá-las" bem... não vão os gatunos, roubar-mas! Sobreviverei! Investir agora, para mais tarde "colher fruto" (Agricultura -> Fruto)!

Este é o meu imposto extraordinário para a "Contribuição Especial para o Ajustamento Orçamental"!

"Tu" que ainda não trabalhas também não escapas... A culpa não é tua? Não interessa...

Como dizia no anuncio da gasolineira: "Foi alguém!"

terça-feira, 14 de junho de 2011

O problema dos descansos...

Quem não gosta de uns dias de descanso? Quem não gosta festas? Pois, eu não sou exceção! Uma pessoa vai-se interiorizando na rotina mas, vai pedindo para ela "parar", mas como é rotina, qualquer mudança é de estranhar! Só que como já disse anteriormente, sempre que há hipótese, gosto de viver o momento e aproveitar os momentos que tenho para festejar.

A última festa foi, após um fim-de-semana de 4 dias, de domingo para segunda com mais um S.António na bela cidade de Lisboa, que tanto tem para me ensinar! Só que tudo o que é bom acaba depressa!

E aí vem o problema dos descansos...

Quando volto à rotina do dia-a-dia (que confesso não "gosto" muito mas, é um mal necessário, tem de ser e quando se é responsável, temos de fazer esforços! - Uma pessoa habitua-se! - Aliás até podemos fazer com que esta rotina seja divertida no meio de toda a seriedade necessária), a sensação é terrível, principalmente quando as coisas correm bem... é um misto de saudade e estranheza (não sei explicar)! É por isso que costumo dizer em tom de brincadeira quando estou em dias de descanso: "Estes momentos fazem-me tão mal, mas sabem tão bem!"

Gosto e não gosto desta sensação: do voltar e deixar aquilo a que costumamos chamar de "boa vida". Mas se fosse sempre assim (talvez não lhe desse grande valor)! Não sei se por ter tido uma adolescência cheia destes bons momentos, estes me deixam saudades e voltar a vivê-los é ótimo.

Enfim... Pelo menos servem para aliviar a minha mente do stress, ou não!


Fonte da imagem: http://viajarmaisbarato.com/wp-content/uploads/2011/06/festa-santo-antonio-lisboa.jpg

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Frases Inspiradoras II

O post que agora aqui coloco, será muito pequeno e a sua interpretação estará dependente de cada um [Como sempre...]!Os Homens não se medem aos palmos! Nunca duvides das tuas capacidades!

Existe mais uma frase que me inspira("Nerdmente" vi-a num forum, não conhecendo o autor - mas, reforço a ideia de que a sua fonte não é minha)!

E a frase do post de hoje é "O frango cresce!"

Interpretem como quiserem, mas é a verdade pura e dura! Aprender é como remar contra a corrente, quem não avança recua!



Fonte da Imagem:http://3.bp.blogspot.com/_kv1uWWHayTQ/Rwks5WYqfcI/AAAAAAAAI5c/mq8iOmlXPEE/s400/galo1.jpg

quinta-feira, 26 de maio de 2011

PIPIPI parou parou parou!

Aquilo que poderia ser uma situação constrangedora - na altura - e em que temos de manter a calma, já que não somos culpados [Não é o fim do mundo...] até dá vontade de rir! Pelo menos a mim dá! Alguém já andou com alguma peça de roupa vestida ou objecto, sem saber qual é, comprados recentemente e que tenha saído da loja sem apitar mas, no dia em que decidem ir às compras com esta apitar em quase todas as lojas? (Sim, ontem não sei qual das peças me fez apitar - Era tudo recente...)!

A primeira vez acontece, e dizem: "Não se preocupe entre/saia!"! Tudo bem (poderia haver algum problema - pode acontecer)! A segunda vez, noutra loja entra-se e sai-se e nada apita... Entramos noutra em que nada acontece, respiramos de alivio e pensamos: "o problema não era meu"! Mas, quando vamos a sair: PIPIPI parou parou parou! Riste-te e mantens a calma, nada de se preocupar, afinal não és culpado! Pelas normas da casa vêm falar contigo e após uma conversa bem construída até te desejam boas compras. Até aqui tudo bem! Vais ao hipermercado e nada apita à entrada. Tens uma conversa com o Segurança a explicar as situações anteriores ao qual ele te responde para não te preocupares até passares na caixa e aquilo apitar por todo o lado. Toda a gente olha mas, como já tinha apitado a primeira reacção que tens é retirar tudo e dizer "eu não tenho nada"... e sorrir para a caixa! Após mais uma conversa repetitiva, lá vais embora descansado.

Para que não bastasse e não tivesses já farto de "pipipis" decides ir comprar uma revista, mas antes de entrares na loja em si, começas a falar com a lojista (tipo louco) a dizer: "Se isto apitar é normal!" ela primeiro não entende até que o alarme toca, ela sorri e tu respondes "Era isto a que me estava a referir, afinal não sou doido! Já estava à espera! Hoje apito por todo o lado!"

Nestas situações há que tirar o lado engraçado da história, e levar as situações como se de comédia se tratassem porque para tristezas já bastam as notícias do nosso país.

Era neste momento que gostaria de ver um político a passar pelos detectores. Aí tinha a certeza que o "PIPIPI parou parou parou!" se referia a um Culpado!

Por mais que não queiramos há dias em que somos obrigados a dar nas vistas!



Fonte da Imagem:http://lh5.ggpht.com/_gDDJnQa0hmw/S5qeS5krStI/AAAAAAAAAwI/AjWuTLGNT7Y/Alarme%20anti%20lesos%5B8%5D.jpg

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Frases Inspiradoras I

Existem frases que nos inspiram, uma delas é: "Carpe Diem"!

Esta é uma das frases que mais gosto, e sempre que possível aplico a filosofia que lhe está associada: Aproveitar o momento!

Apesar de em alguns momentos, me preocupar com o que possa vir a acontecer, sempre que me é permitido aproveito os momentos que me são dados ao máximo, não pensando no futuro mas sim, tirando proveito do presente. Assim, faço com que cada momento seja único e que ao olhar para trás, sinta "saudades" e "orgulho" dos momentos que passei, e que fique com a sensação de que aproveitei o que tinha de aproveitar: Vivi!

Há que viver enquanto se pode e não ver a vida a passar! Aproveitem o momento! "Carpe Diem"!



Fonte da Imagem: http://1.bp.blogspot.com/-j9AgO-XKnXc/TdP5pXacZPI/AAAAAAAAAZM/rXxO2Ak38rE/s1600/clube_dos_poetas_mortos.jpg

segunda-feira, 23 de maio de 2011

16 semanas?!?!

16 semanas?!?! Quem duvidava que eu não iria conseguir? Eu não! Quem se riu quando eu disse que iria para o ginásio? Eu não! Quem dizia que não me ia aguentar lá? Eu não! Acreditei e cá estou eu, com vontade de continuar. (A não ser que a minha vida, dê uma volta enorme - tenho medo confesso - e eu fique sem meios para investir, quero continuar a fazer o que fiz até agora)!

Sim, já se passaram 16 semanas... estou a uma semana de completar os 4 meses de ginásio (ui, tão pouco, penso eu e toda a gente)! É Pouco? Sim é pouco mas, para mim é um feito... Eu nunca gostei de desporto e nunca fui pessoa de praticar exercícios físicos. Mas hoje, estou a adorar e quero continuar. É como se fosse um vício para mim. Vício saudável! Contudo, estou a chegar ao tempo de férias e a minha preocupação é: "Que tipo de exercícios fazer em casa, durante as férias?" Tenho que perguntar lá no ginásio!

Já aumentei um pouco o pouco peso que ainda tenho (com mínimo de gordura, mais massa magra)! O mesmo volume de massa magra pesa mais que a gordura, visto que para dar o mesmo volume é necessário mais concentração de massa magra! [Obviamente que um quilo tanto de um como de outro é sempre um quilo!] Uma guerra ganha-se com estas pequenas vitórias. E para mim, os pequenos "ganhos" são grandes batalhas ganhas. Acreditem cada pequena diferença que noto no meu corpo, para bem, deixa-me contente.

Ah! Já me ia esquecendo, ontem fiz um rastreio antes de almoço do colesterol (no dia anterior comi uma pizza - aquele dia que eu chamo de dia da porcaria, em que como o que me apetece! Desde doces, salgados, engordurados q.b.) e estava muito bom. Fico contente de não ter tido resultados maus. Dá-me mais vontade de continuar a comer coisas "saudáveis". No rastreio medi também a tensão (o resultado estava bom...), um pouco baixa - no limite - mas, pelo que foi dito pela doutora: Mais vale baixa, do que alta, a baixa controla-se melhor, um pouco de sal e voilá!

E é assim que me sinto, depois das 16 semanas de ginásio: Cada vez mais saudável!



Fonte Imagem: http://www.purafibra.net/alteres.jpg

domingo, 15 de maio de 2011

É proibida a venda de doces e comidas calóricas

Se chegamos a um local público onde é vendido álcool e vimos "É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 16 anos, a quem se apresente notoriamente embriagado ou aparente possuir anomalia psíquica", porque não aparecer "É proibida a venda de doces e comidas calóricas a quem se encontre notoriamente obeso ou aparente possuir uma anomalia física"?

Depois do que vi hoje...

Duas pessoas obesas a escolher uma fatia de bolo para levar para o lanche aqui num café da rua. Elas escolheram a fatia maior (tinha de ser aquela fatia, repetiram umas três vezes que tinha de ser a maior...) e depois, uma delas disse: "E são fatias douradas agora com o cafezinho e corte ao meio se faz favor" (As fatias douradas eram enormes)). Contando que uma das obesas já andava com uma "bengala"/canadiana e quase não se mexia e a outra cansada.

Fez-me impressão!

sábado, 7 de maio de 2011

What the finns need to know about Portugal

Um dos melhores vídeos já vistos! Portanto, tive de partilhar!



Fonte: http://youtu.be/XXw5fMIYGqg

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Quero praia!

Isto é normal? Será por isto que é fim-de-semana? Uma pessoa passa a semana a trabalhar para no fim-de-semana a previsão ser de chuva... Apesar de não gastar dinheiro na praia, é mesmo a dizer "Assim ficas mesmo em casa! Não gastas dinheiro e poupas...", ou não... E a Electricidade? E a comida? E a seca?


Com chuva da-me mais vontade de sair... A não ser que caia um "cubo de gelo" do céu tal como na semana passada em Benfica!!!

Não queria ficar em casa nem ir para um Centro Comercial... Quero praia!!!!

Estou farto de chuva ao fim-de-semana!!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Como será o meu futuro?

Ninguém consegue adivinhar o seu futuro. Ninguém fica realmente "efectivo" mesmo que este seja o nome pelo qual é conhecido o "contrato sem termo" [Situação na qual me encontro, presentemente]. Não há garantias!

Uma das coisas que eu sei é que o país está mal e se o país está mal, há cortes (financeiros, de recursos, ... e cada vez mais próximos de mim). Isto não está fácil para ninguém e começa a não estar para mim. E se o meu futuro me reservar umas férias "forçadas"? Por muito que não queira pensar nisso, é algo que vai passando pela minha cabeça e poderá não ser apenas ao meu lado.

A minha vida deu muitas voltas nestes últimos 2 anos e meio e todas essas mudanças poderão ser abaladas por uma dispensa! O que farei eu se esta situação ocorrer?

Pode estar próxima ou nunca chegar a acontecer mas, se acontecer? Uma pessoa nunca sabe o que o futuro lhe reserva. Sei que sobreviverei, sei que serei capaz de dar a volta por cima mas, custa sempre. Custa a todos!

Consegui criar raízes em Lisboa e agora que a minha vida se está a estabilizar, vem uma crise, que pode revirar tudo. Se ficar sem emprego, será que vale a pena investir noutras áreas, mesmo que "sub-áreas" em que me formei? Será que vale a pena gastar todos os meus recursos, e continuar a investir a minha vida em Lisboa, mesmo que fora da minha área? Será que devo voltar às minhas raízes e começar do zero? Será que (e)migro? O que farei daqui para a frente?

Muitas dúvidas se estão a apoderar de mim. E não é nada saudável. Só gera desmotivação, ansiedade, medo... Não estou preparado! [Ninguém está]! Tenho de fazer algo! Devo arranjar alternativas? Devo viver um dia de cada vez e quando acontecer, preocupar-me? Será que vale mesmo a pena prevenir em vez de remediar?

Como será o meu futuro? Não sei, ninguém sabe!


Fonte image:http://2.bp.blogspot.com/_p-oE7DPyaXc/TCSd-yykpZI/AAAAAAAAD1E/OptFVlKnTgs/s400/futuro_passado_presente1_.jpg

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Esta semana, tem cinco assuntos relevantes: O ginásio, as greves do metro, o gasóleo, o dinheiro e pneus.

Nos posts anteriores, falei de todos os temas referidos anteriormente, exceto do assunto referente a este post: Pneus.

Pneus

Finalmente, hoje é Sexta-feira!

Apesar de hoje ter de sair bem mais tarde do trabalho, só por ser o dia que é, o meu espírito já é outro. Mas, sendo assim, não vou treinar, não vou ao ginásio. Como vou ter de sair mais tarde e não tenho transportes à hora da saída, vim de carro - sem greve do metro - gastarei mais gasóleo. Por consequência, gastarei dinheiro e claro, para o carro andar gastarei pneus.

Porque é que deixei este tema para último? Porque é que vou falar em pneus quando poderia falar de outras coisas?

Pois é, tem a sua lógica e vou passar a explicar o porquê de ter escolhido este tema, como também poderia apenas tê-lo escolhido como único tema da semana.

Explicando: No primeiro post desta semana, falei sobre o ginásio/Semana 10 local onde "perdi pneus" [já perdi mais um centímetro na barriga!]. Na segunda parte da saga, falei sobre greves do metro, o que me fez andar de carro e por consequência, como já referi, gastar gasóleo (terceiro tema referido esta semana)! Como o gasóleo está caro, tal como tudo neste momento, tenho gasto mais dinheiro [quarto tema!] pelas mesmas quantidades de produtos. Quanto mais andamos de carro, mais desgastes existem, e não é só o gasóleo que é importante, e os pneus são partes importantes do carro. Na altura em que cada vez é necessário mais poupança há sempre gastos que são inevitáveis. E, é nestas alturas, que os "maiores" aparece, não quando estamos mais "folgados" - é a revisão do carro, é o imposto único de circulação, são os pneus [chegou a altura de trocá-los - estão gastos, como os meus, não duram muito mais - Por isso, decidi falar neles].

Como referi no domingo a familiares meus "andei eu a perder pneus este tempo todo, para agora ter que gastar dinheiro em ganhar pneus".

No final desta explicação, atingi o meu objectivo, falar sobre os pneus e a indignação que me dá de estes gastos aparecerem nos meses que não deveriam aparecer.

Porque é que não foi no mes passado? Melhores dias virão!

Bom fim-de-semana, sobre rodas!


Fonte Imagem: http://3.bp.blogspot.com/_4_RdMsTQKOQ/S9ddVUusd6I/AAAAAAAADaA/5Yk4Fcc7k_E/s1600/pneus2.jpg

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Semana 10, Greves, Gasóleo, Dinheiro e Pneus - Parte IV

Esta semana, tem cinco assuntos relevantes: O ginásio, as greves do metro, o gasóleo, o dinheiro e pneus.

Nos posts anteriores, falei sobre o ginásio e a "Whey Protein", as greves do metro e do gasóleo. Neste post vou falar sobre dinheiro.

Dinheiro

O dinheiro é algo tão virtual como real. Posso afirmar que, na minha modesta opinião, é este que faz andar o mundo (não a palavra em si, que é uma palavra como outra qualquer mas, o dinheiro)!
Cada dia que passa, noto que, a mesma quantidade de dinheiro serve para muito menos coisas. É o mesmo valor a entrar e "mais" a sair.

Todos os meses, existem gastos aos quais não posso fugir - os fixos - Renda, Água, Gás, Luz, Comida, o Passe... No meu caso acrescento a esta lista dois extras TVCabo e o Ginásio. Só nisto vai metade do ordenado [Que, felizmente, ainda ganho...].

Todos os dias, é vê-lo a sair. Mas, também existem vários gestos para minimizar todos os restantes gastos diários!


Cada vez mais, tento optar por produtos de "marca branca" e que sei que têm a mesma qualidade do que produtos de "marca" e são bem mais baratos. Se antes passava por uma prateleira, nem olhava e, retirava o produto, agora passo mais uns minutos/horas a escolher o melhor produto (?!? mais barato)! Está bem! Admito! Olho também para a qualidade nutricional e mais importante ainda se tem estampado o 560 no código de barras (Produtos de Portugal!). Só quando não encontro um produto de portugal, ou o valor é muito elevado (para aquilo que deveria ser, é que opto por outro produto - de outra origem e mais barato)...

Mas, não vivo mal, nada disso! Felizmente tenho uma boa margem e consigo poupar dinheiro e até comprar outras coisas que me dão tanto ou mais prazer como comer uma boa francesinha, por enquanto! Aqueles produtos que eu chamo de extras [materialista? Consumista? Um pouco, faz parte de mim... Aliás faz parte do nosso mundo – Por mais que queiramos, se queremos viver nele, não podemos fugir dele]!

Com a crise, do dia a dia - já não posso ouvir falar dela - se isto correr mal para o meu lado, a primeira hipótese que me vem à cabeça é: "vou emigrar" (apesar de amar o meu país... Acima de tudo, tenho de pensar em mim). E penso que não me custaria assim tanto. Para quem já "migrou" e viveu em vários locais do país, não seria a distância física que me iria custar. Estar aqui em Lisboa, ou ali, a cerca de 2h em Londres seria-me igual (e aliás, aumentaria o meu currículo pessoal e linguístico). Ah, claro, juntaria o útil ao agradável, isto é, realizava um sonho que tenho desde pequeno: viver o Londres! Mesmo que fosse por um curto espaço de tempo... - Aliás, com a vida que levo, seria muito fácil já que só tenho mesmo 25 dias úteis e os fins-de-semana “só para mim”!

O Dinheiro faz parte das nossas vidas e infelizmente, vivemos num mundo em que tudo gira à volta dele, ou como escrevi há pouco, é ele é que faz com que o mundo gire!

Concordando ou não, tudo tem um preço! E isto, à minha volta, não está nada fácil...



Fonte Imagem: http://1.bp.blogspot.com/_VCUYKPph40Y/TCPx6tOF4zI/AAAAAAAAAV0/UasFrybmIuk/s1600/euro.jpg

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Semana 10, Greves, Gasóleo, Dinheiro e Pneus - Parte III

Esta semana, tem cinco assuntos relevantes: O ginásio, as greves do metro, o gasóleo, o dinheiro e pneus.

Nos posts anteriores, falei sobre o ginásio e a "Whey Protein" e as greves do metro. Neste post vou falar acerca do gasóleo.

Gasóleo

Para quem não leu o post anterior, terminei-o infelizmente com uma frase que reflete a mais pura das verdades "E o gasóleo não está barato..."!

Quem não se lembra do tempo em que lutávamos pelo gasóleo abaixo de 1€ porque estava caro? Não foi à muito tempo... Agora chegamos a uma bomba e já está à volta dos 1,45€. Quem não se recorda que (já falando no euro!) com 10€ dava muito bem para andar durante algum tempo sem nos preocuparmos? Eu lembro-me e bem e sinto-o na pele...

Hoje, a 6 de Abril, estamos a pagar mais 27% nos combustíveis comparando com 31 de Dezembro...

Quando se pretende atestar o carro não há quem aguente. É ver os euros a crescer na máquina e a descer no "bolso". Há cada vez mais diferença entre os euros pagos e os litros que se colocam no carro... Há uns meses, chegava à bomba e dizia sem problemas: "É para atestar, se faz favor!". E sem problemas aos "30€, se faz favor", eu respondia, "É com Multibanco!"... Agora, chego a uma bomba e coloco 10€ e espero que o carro ande, para voltar a colocar os 10€ seguintes, que talvez me dê para dois, três dias...

Nos dias que correm, só atesto o carro em "dias de festa" [quando vou a casa dos meus pais, ou viajar...] - 70/80€ de uma vez não se dão tão facilmente como 10€ (É psicológico! Porque sei que os vou gastar!).

Com as greves do metro, os gastos com o carro têm sido maiores. Por minha vontade, só andaria com o carro quando realmente necessário, para poupar uns "trocos" (Sim, hoje em dia, 10€ são uns trocos! Ou não, são tão valiosos que os tenho de poupar! Depende da perspetiva e da altura do mês!). Ninguém me manda trabalhar a 23km de casa...

Acho que tenho que montar a minha tenda à porta do trabalho! Poupava na luz, água, gás, renda e ao entrar no trabalho, teria acesso às notícias na Internet. Poupava...

Boa ideia não?

Quem diz que o dinheiro não trás felicidade? Pelo menos a falta dele trás chatices.


Imagem:http://www.acores.net

terça-feira, 5 de abril de 2011

Semana 10, Greves, Gasóleo, Dinheiro e Pneus - Parte II

Esta semana, tem cinco assuntos relevantes: O ginásio, as greves do metro, o gasóleo, o dinheiro e pneus.

No post anterior, falei sobre o ginásio e a "Whey Protein", neste post vou falar acerca das greves do metro.

Greves do Metro

Como devem saber, estacionamento em certas zonas de Lisboa não é fácil. Na minha zona, é muito complicado arranjar um local onde possa deixar o carro e quando consigo, é um lugar onde é "Exceto Cargas e Descargas das 9h às 19h", onde não o posso deixar durante o dia e já lá vi muitos carros agarrados ao sítio com aqueles "bloqueadores" amarelos, como se estivessem a dizer "Ai é, estacionaste mal? Querias um lugar para ficar, então ficas aí até pagares 60€"! Se não é exceto cargas e descargas é de parquímetro (Portanto, ou tens garagem, ou andas sempre de carro ou andas a pé)!

Para mim, não há problema (ou não haveria), pois espero ou procuro durante 1h ou mais por um estacionamento (alguém que saia de um sitio em que posso deixar o carro sem me "preocupar") e voilá. E lá vou apanhar o metro, apanhar o autocarro e andar 20km até chegar ao local de trabalho [Moro a 23km do local de trabalho, não é muito mas é necessário algum meio de transporte!]. Não é preciso de gastar dinheiro em gasóleo, portagens, desgaste do carro. Quando temos passe, podemos andar todos os dias, sem nos preocupar-mos, exceto no dia da compra, com os valores do transporte.

Só que, infelizmente, não é assim tão fácil. Há sempre um "mas", não é verdade? E esse "mas" tem sido a greve do metro [Para não falar dos transportes públicos, mas como só uso o metro e o autocarro. E este último é o da empresa, não faz greve, por enquanto!]...

Há vários dias que o metro faz greve e o pior disto tudo, é que me obriga a pegar no carro e se pego uma vez, tenho de pegar a semana toda (pois, não consigo encontrar lugar...). Esta semana, ainda por cima, a greve é à terça e à quinta. O meu passe terminou o prazo no dia 1. Se esta semana, não vou usar o metro, não vale a pena renová-lo, estou a queimar tempo e dinheiro e só quando as greves terminarem é que o vou fazer.

Se eles têm direito ao protesto, eu também o posso ter. No mês passado perdi eu, pois tinha comprado passe. Este mês estou de novo a perder mas tenho de minimizar as perdas, já que tenho de gastar no Gasóleo!

E o gasóleo não está barato...


fonte imagem:www.rtv.com.pt

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Semana 10, Greves, Gasóleo, Dinheiro e Pneus - Parte I

Esta semana, tem cinco assuntos relevantes: O ginásio, as greves do metro, o gasóleo, o dinheiro e pneus.

Neste primeiro post falarei sobre o ginásio!

Ginásio

Começa hoje oficialmente a semana 10 do Ginásio. Dois meses já se passaram desde que para lá entrei. Com aproximadamente menos 4cm de barriga e menos 5kg, acho que está na hora de começar a ingerir mais proteína, para o ganho de massa magra, claro continuando a olhar para a ingestão de "boas calorias".

Na teoria: Para se perder peso é necessário consumir-se menos calorias do que aquelas que necessitamos diariamente [Depende da actividade diária exercida] - chamado défice calórico. Para manter peso é preciso ingerir o número de calorias exactas necessárias à execução dessas actividades. Para se ganhar músculo deve-se consumir mais calorias do que as necessárias diariamente.

Então e qual é o problema? Na prática, pelo menos para mim, é saber qual será o valor que necessito e o que posso comer sem "engordar"!?!? - É aqui que deveria entrar um profissional da área da nutrição! Com o excesso de calorias a tendência é o corpo guardar esse excesso sob a forma de gordura (e eu, tive muito tempo para a perder)! Para isso, é necessário também chegar a um equilíbrio, no que diz respeito aos exercícios efectuados, para desenvolver músculos, em vez de armazenar o excesso em forma de gordura.

Sei também que existem suplementos alimentares indicados para desportistas (constituídos essencialmente por "Proteínas" e o melhor é o suplemento de Whey - Proteína de soro de leite - usado por desportistas e indicado por nutricionistas da área do desporto. Normalmente, alimentos que não são ricos em proteína e que são "processados" são enriquecidos com esta proteína.

Um suplemento, não é um substituto de uma refeição [como o nome indica serve para suplementar]. Um suplemento alimentar não faz milagres, é preciso continuar a alimentar-nos de uma forma variada e equilibrada e a trabalhar. Aquilo que normalmente faz é auxiliar a toma diária de um certo nutriente ou alimento que se encontre em défice na nossa alimentação. Quando é necessário "cálcio", por exemplo, e uma pessoa não o consegue obter na sua alimentação diária, essa pessoa toma suplementos de cálcio. O mesmo acontece com vitaminas, sais minerais, etc.

As proteínas são essenciais ao corpo humano e são elas que ajudam na "reconstituição" dos músculos após "rebentamento" das fibras com o esforço exercido na musculação.Existem suplementos de emagrecimento, outros com vitaminas, outros de Ómega 3, outros com proteínas, outros... [uma infinidade]

A proteína de soro de leite (Whey) é retirada no processo da transformação do leite em queijo. O leite contem dois tipos de proteína: caseína e whey. No processo fabricação do queijo era apenas usada a caseína e o excedente (soro de leite) era rejeitado, pois considerava-se "não necessário"! Até que, após um estudo foi descoberto que o considerado "excedente" era constituído por proteínas de alto valor biológico, aminoácidos essenciais... É a proteína mais semelhante à proteína do leite materno que existe. Para além disso, é uma proteína de absorção rápida o que ajuda na recuperação dos músculos lesados.

Problema? Preço! - É um suplemento um pouco caro!

Aqui fica um resumo:


quarta-feira, 30 de março de 2011

O meu primeiro post 2... O Regresso e a Mudança!

Estou de volta...

Hoje é Sexta-Feira, dois dias após "aquele dia", que eu intitulo, "o meu dia" (foi há 27 anos, por volta das 5h45 de 30 de Março de 1984 que nasci. Claro que não me senti como acordar no meu 18º aniversário, mas foi o meu dia e correu tudo bem!!! xD).

Foi também há quase dois anos que deixei de escrever no blog... [A primeira reacção que tive quando olhei para isto foi: "2 anos?! Não passou assim tanto tempo...", mas é uma realidade]! E se querem saber, muita coisa mudou (até a forma como vejo algumas coisas)... Aqui, o "aldeão" que chegou em Novembro de 2008 - quase de "pára-quedas" (Alguém de esclarece esta dúvida do acordo ortográfico? Acho que não preciso de hífen, mas enfim!)) - já se encontra "bem enquadrado" nesta cidade a quem todos chamam de capital e a quem eu me atrevo a chamar de um lugar para viver (bem ou mal, com os prós e contras, estou habituado e "enraizado", por enquanto, mesmo que algo não corra como planeado - espero que não! - não penso em deixar a cidade)...

Encontro-me na mesma empresa que me "acolheu" no estágio. Daquele miúdo acabado de sair da faculdade. Estou há 2 anos e meio na mesma empresa [o que é bom, estando nós naquilo que os especialistas chamam de crise - política, económica e social!]

Mas a minha vida, o seu estilo, o seu modo, mudou muito desde então. Já não se resume a casa-trabalho, trabalho-casa... Quem diria que o aldeão entraria para o ginásio (um rapaz que um dia sem dar conta passou dos 60s para os 80s kg e está de volta mais saudável e com os 60s e uns músculos de 2 meses a começar a aparecer)?!? , quem diria que ele deixaria de comer "más calorias" (pronto, admito, abusei à dois dias atrás - mas tenho uma desculpa, era o meu dia!!! E... um dia não são dias!)?!? E nestes dois meses - 9 semanas [desde 01 de Fevereiro de 2011], apenas deslizei duas vezes (Carnaval e Aniversário)! Já tenho menos 4cm de barriga, 5kg [em 9 semanas - até 1kg/semana considero saudável]... E cada vez gosto mais das formas que o meu corpo está a tomar... É verdade, não querendo ser narcisista, e não querendo ser acusado de plágio: "Se eu não gostar de mim, quem gostará?" ... Tudo bem, são só 2 meses (ainda!) mas a motivação e gosto são tantos, que não dá para não gostar!Estou quase, quase, a cumprir o meu objectivo inicial.

Agora o próximo passo será "ganhar massa muscular" (não querendo abusar!) mas vou entrar numa nova fase.... Deixar a fase da "seca"/definição e entrar num modo de ganho de massa muscular (que não deixa de ser uma definição também)! Mudar a alimentação... Mas com calma!!! Caso para dizer "Doutor preciso de ajuda"!!! O que devo comer para não ingerir más calorias e sim calorias suficientes para ganho de massa muscular? (i.e., consumir mais calorias do que o normal - ganho de massa -, mas ricas em proteína e pobres em gordura! Para não "engordar"... Por outras palavras, Ganhar peso saudável!). Se eu já passava horas a escolher alimentos baixo em gordura e açucares, então agora mais tempo vou precisar.

Estou diferente, quer por fora, quer por dentro... Isso é uma realidade!!! E eu sinto-o!

Até já nem me considero o mesmo. Mesmo tendo em conta as minhas conversas. Preocupe-me muito com o meu corpo! Será normal? Será tarde para o fazer? Será por estar a "crescer" [para não dizer ficar mais "Jovem Experiente" - Ironía! Estou a brincar! - sei que só tenho 27, mas já são 27...] ?

Após este desabafo e reencontro (após dois anos de ausência...) gostava também de partilhar e para finalizar, porque terei um post só para ela, uma loja que adoro e adorei, com produtos "gourmet": chás, bolachas, azeites, compotas, ... Fica aqui um cheirinho: http://www.rotadossaboresgourmet.com.

Até ao próximo post!